Notícia

Emancipação de São José dos Pinhais

quarta, 08 de janeiro de 2020
São José dos Pinhais comemora 167 anos de emancipação política

Hoje, dia 8 de janeiro de 2020, faz 167 anos que São José dos Pinhais foi emancipada e recebeu, em posse solene, os primeiros vereadores. No dia 16 de julho de 1852 a Lei nº 10 da Província de São Paulo criou a Villa de São José dos Pinhais, mas sua instalação aconteceu no dia 8 de janeiro de 1853. Aconteceu no último dia 7 um ato de comemoração pela emancipação política do município em que estiveram presentes diversas autoridades para acompanhar a primeira solenidade de 2020.

A movimentação no território que hoje é São José dos Pinhais teve início em 1642 quando sofreu a primeira incursão dos portugueses e espanhóis, antes da chegada deles a região era habitada pelos índios coroados. Os europeus saíram de São Paulo em busca de riquezas naturais como o ouro ou procurando índios para o trabalho escravo. Foi então que surgiu o Arraial Grande, um pequeno povoado localizado junto ao Rio do Arraial, pois nas proximidades do local havia o registro de um relatório sobre a descoberta de ouro. O Arraial Grande foi o primeiro povoado português das terras são-joseenses.

A pretensão dos portugueses era ficar na comunidade apenas enquanto houvesse ouro para a exploração, sendo este um motivo para o crescimento rápido do Arraial Grande. Nesse mesmo período, vários portugueses tornaram-se proprietários de grandes extensões de terras, sendo um deles o Padre João da Veiga Coutinho, o qual se tornou dono das fazendas Águas Bellas e Capocu. Em 1690 o mesmo padre construiu a Capela de Bom Jesus dos Perdões, doando todos os seus bens, dentre os quais as fazendas de Capocu e Águas Bellas.

A Igreja Católica era importante porque fazia parte do processo administrativo de colonização. Após a inauguração da Capela, o espaço são-joseense passou a ter autoridade que representava o Governo Português. No ano de 1721, o Ouvidor Geral Raphael Pires Pardinho solicitou a eleição das primeiras autoridades para a Freguesia de São José – povoações que contavam com uma autoridade patriarcal local e possuíam representantes junto à administração pública da vila a que pertenciam.

Durante o século XVIII e um período do século XIX, a Freguesia de São José era uma população pobre e dispersa, onde a grande maioria vivia de uma agricultura de sustento. Embora fosse uma das maiores da região, ela foi abandonada pelas autoridades locais (Câmara Municipal da Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais de Curitiba), como também pelas autoridades regionais (Capitania de São Paulo e depois Província de São Paulo).

Após a instalação do município de São José dos Pinhais, os aperfeiçoamentos urbanos foram surgindo, como em 1865, a primeira escola, agência postal em 1876, iluminação pública e serviço telefônico em 1910. Desde então seu desenvolvimento foi progressivo.

Hoje, 8 de janeiro de 2020, São José dos Pinhais é um dos maiores municípios do Paraná, em crescimento e desenvolvimento constante no âmbito social e econômico.

Fonte: Aciap